20 de agosto de 2017

Comunidades serranas acolhem visita da imagem peregrina de N. Sra. Aparecida

Entrada da imagem peregrina na capela com a presença de muitos fiéis (Foto Calique Rodrigues - PASCOM Farias Brito).
       Na última quinta-feira (17/08) os católicos das comunidades serranas acolheram na capela de São José no distrito de Quincuncá, a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. A imagem foi trazida em caravana pelos fiéis da sede do município onde a imagem estava. Ao chegar na comunidade por volta das 20:00h ao encontro dos devotos que estavam em frente a E.E.F Cosmo Alves Pereira organizou-se o cortejo processional em direção a capela, sob clima de emoção e fé por parte do povo, que levava nas mãos uma vela iluminando assim o cortejo. Na chegada à capela, dezena de pessoas já aguardavam a chegada da imagem peregrina. Ao som do cântico "Viva a mãe de Deus e nossa" o pároco Adalmiran que trazia a imagem adentrou a capela, na oportunidade as pessoas tocavam sobre esta, e faziam suas preces ou agradecimentos. Um momento histórico para os católicos quanto da visita de uma imagem na localidade, esta que representa a mãe de Jesus, sob o título de Aparecida, neste ano em que completa-se 300 anos que a imagem foi encontrada pelos pescadores no Rio Paraíba do Sul/SP. 

Missa em honra à padroeira do Brasil foi celebrada pelo Pe. Adalmiran (Foto: Calique Rodrigues - PASCOM Farias Brito).

        Após a acolhida, o padre saudou a todos os presentes e pediu uma calorosa salva de palmas a todas as comunidades serranas presentes. No momento da Homilia, ao falar sobre o encontro da imagem pelos pescadores, o padre disse: " mas pra quem tem fé, o cristão que tem fé, não existe coincidência é a providência de Deus fazendo acontecer um sinal para mostrar as pessoas que quando Deus quer ele aparece na nossa vida, quando a gente quer os sinais de Deus aparecem na nossa vida, porque ele está manifestando sinais, ele está providenciando sempre, quando a gente permite os sinais aparecem", mais adiante o padre ressaltou o quanto desejou de que a imagem passasse pelo Quincuncá, segundo ele "pra botar 'fogo' numa comunidade chamada setor serra, que eu vejo um potencial de fé muito grande.. Povo da serra vocês tem um diamante na mão que se chama a espiritualidade pastoral e a fé". 
Entrega da imagem peregrina a ministra da Eucarístia Neuta e seu esposo (Foto: Blog de Quincuncá).
          Já, ao final da Missa, no momento da bênção o padre lembrou que não sairia enquanto todos aqueles que quisessem tocar à imagem ou mesmo fazer um registro fotográfico. Assim concluída a celebração e as homenagens a N. Sra. Aparecida por volta das 22:10h a imagem foi entregue a comunidade do Sítio Fazenda a qual tem ela como padroeira. Durante todo o dia seguinte (18/08) houve terço e louvores a senhora Aparecida, e a tardinha do mesmo dia por volta das 17:00h partiu em cavalgada/carreata seguida pelo imagem, o pároco e grande número de fiéis para entrega ao distrito de Amaro, Assaré, lá foi celebrada Missa pelo Pe. Ronaldo e concelebrada por Pe. Adalmiran e o Diácono Auricélio, assim dando continuidade a peregrinação pelas paróquias ou comunidades que pertencem a Diocese de Crato-CE, vale recordar que essa peregrinação faz parte das comemorações do tricentenário da padroeira do Brasil que desde 2014 está em visita a todo o Brasil.
Assista o vídeo completo no Youtube da Peregrinação em Quincuncá:

Acompanhe alguns registros feitos pelos Blog de Quincuncá:
A capela ficou pequena para comportar o grande número de devotos. (Foto Blog de Quincuncá).
A imagem peregrina foi posta próxima do altar em meio a Assembléia.
(Foto: Blog de Quincuncá).

Crianças também estiverem presente na celebração
(Foto Blog de Quincuncá).
Exterior da capela de N. Sra. Aparecida no Sítio Fazenda- Farias Brito-CE.
Durante todo o dia 18 houve terços e louvores a padroeira e depois
 a imagem foi conduzida ao Amaro. (Foto Blog de Quincuncá).

Assista os melhores registros no Youtube da peregrinação
 e entrega da imagem ao distrito de Amaro-Assaré.


Carreata contou com presença de muitos veículos e  fiéis em direção ao Amaro
 (Foto Blog de Quincuncá).

(Foto Blog de Quincuncá).

(Foto Blog de Quincuncá).

Imagem peregrina quase na chegada ao Amaro, Assaré (Foto Blog de Quincuncá).
Chegada da cavalgada/carreata no Amaro, e entrega a paróquia de Assaré.
Na foto da esquerda para a direita Pe. Ronaldo; Pe. Adalmiran e Diácono Auricélio.
(Foto: Blog de Quincuncá).

11 de agosto de 2017

Quincuncá receberá no 17 de agosto visita da imagem de Nossa Sra. Aparecida

Programação para a chegada da imagem no distrito de Quincuncá.
(Foto: reprodução/Paróquia N. Sra. da Conceição - Farias Brito-CE).

     No próximo dia 17 de agosto de 2017 (Quinta feira), a capela de São José no distrito de Quincuncá, no município de Farias Brito-CE, receberá a visita da réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida que está em peregrinação pela Diocese de Crato, e pelas comunidades católicas de todo o Brasil. Essa peregrinação está dentro das comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora no rio Paraíba do Sul - São Paulo. No mês de outubro, católicos de todo o país celebrarão o tricentenário da padroeira.
Segue abaixo a Programação completa da peregrinação da imagem na paróquia Nossa. Sra. da Conceição - Farias Brito-CE. (Informação disponibilizada pela fan page da Paróquia).

7 de agosto de 2017

Memórias de Dona Isabel

Dona Isabel.  (Foto Blog de Quincuncá).
   "As aparências enganam", de fato isto é verdade, com esta frase queremos contar um pouco sobre ISABEL MARIA DO ESPÍRITO SANTO, ou simplesmente Dona Isabel, hoje com sua fragilidade devido a idade, e aos problemas de saúde, ela narra memórias de muito sacrifício, de labuta diária no roçado desde a juventude, trabalho este intensificado logo depois do matrimonio com seu Antonio apelidado de Teatonho, já falecido e a vinda dos 12 filhos do casal, dos quais 08 estão vivos. 
    Dona Isabel nem sempre residiu no Quincuncá, como não tinha casa própria, frequentemente se mudava, e por isso residiu em diversos lugares junto com a família, dentre eles São Lourenço, Sítio Jacú, etc. Seu maior sonho era ter casa própria, anseio que com muito sacrifício foi finalmente realizado neste distrito, onde ela ainda hoje vive. Em todos os lugares que morou, trabalhou arduamente não só no roça ao lado do esposo, mas lavava trouxas de roupa, sacudia arroz, despalhava e pisava milho ou outros legumes. 
    Quando ela chegou à décadas atrás para fixar morada não foi diferente, várias pessoas a procuraram para que ela fizesse um desses serviços, e com o adquirido Dona Isabel criou os filhos e conseguiu a tão sonhada casa ao lado do esposo. Hoje não é seu aniversário, mais quero homenagear essa mulher guerreira, mãe, e avó, que muito se alegra com cada visita que recebe em sua humilde casa, e em nome de todos os filhos desta terra, desejamos-a muita saúde! 🙌👏👏