10 de novembro de 2018

04 anos de saudades de Dona Maria Guedes

Dona Maria. (Foto enviada por sua neta Melres Guedes).




Hoje, 09 de novembro, completa-se 04 anos de saudades, da sra. Maria Luciano da Silva, a mesma era a mãe do vereador Cícero Guedes. 😥

Blog de Quincuncá reinvindica melhorias na Vila Barreiro do Jorge na Serra do Quincuncá

Rua do Cemitério (Vila Barreiro do Jorge). - Foto Blog de Quincuncá
     Na nossa #reinvindicação mensal, trazemos a público a situação do calçamento na Vila Barreiro do Jorge na Serra do Quincuncá, em Farias Brito-CE. Nesta comunidade, em alguns pontos especifícos, a pavimentação está num considerável desnível, prejudicando assim o vai e vem das pessoas, bem como dos motoristas com seus veículos. 

Vila Barreiro do Jorge, Serra do Quincuncá.  - Foto: Blog de Quincuncá

9 de novembro de 2018

Homenagem a Dona Francisca (In Memoriam)

Lembrança cedida por Diva e Natalício.

   Francisca Pereira da Silva, nasceu em 11 de janeiro de 1948, filha de Saturnino Pereira Borges e Marina Pereira Borges. Casou-se em 1969, com o sr. Valdeci Pereira da Silva, sendo a mãe de nove filhos, dos quais sete estão vivos: Neneca, Vanessa, Vanuza, Valéria, Cessé, Sindeval e Cícero. 
    Faleceu precocemente, aos 56 anos, em 19 de janeiro de 2004. Dona Francisca, era uma fígura simpática e querida da rua Ladislau Pereira (rua do grupo). Saudades eternas, dos familiares e amigos!😥

8 de novembro de 2018

Homenagem póstuma a Dona Albaniza

Lembrancinha cedida por Natalício e Diva; dados enviados por Cirlandia.
    Maria Dedícia de Lima, mais conhecida por Dona Albaniza, nasceu no Sítio Barrocas, em 22 de junho de 1942, sendo filha de Antônio Nascimento de Alencar e Maria Carlos da Silva. 
    Após o matrimônio com Luciano Henrique de Lima, passou a morar no Sítio Fazenda, com ele, Albaniza teve sete filhos: Cláudio Ijaneto; Antonio Netune; José Magomante; Antonia Linete; Maria Aparecida; Cícera Cirlandia e Maria Lucirlandia. 
   No ano de 1979, mudou-se para o Quincuncá, em nossa comunidade, Albaniza por muito tempo contribuiu na realização das festas do padroeiro, São José. Faleceu aos 67 anos, em 12 de dezembro de 2009, deixando muitas saudades aos filhos, netos, parentes e amigos. 😥

3 de novembro de 2018

No feriado de finados, Blog de Quincuncá promove a I Expomorte da comunidade

A Expomorte reuniu  lembranças de falecimento, em frente ao Cemitério local.  (Foto: Blog de Quincuncá).

   No último dia 02 de novembro de 2018, (feriado de finados), o Blog de Quincuncá realizou a I Expomorte do Quincuncá, o evento reuniu mais cerca de 150 fotografias dos moradores do distrito (e dos sítios circunvizinhos) que ficaram expostos em frente ao Cemitério Padre Cícero. 
   A exposição foi montada logo cedo, por volta das 07:30 da manhã, e por conta da quantidade de pessoas, teve seu horário extendido até as 18:30h, (no cartaz de divulgação, havia colocado das 08h as 17:00h). Ressalto que um dos motivos que me motivaram a organizar, foi o fato de algumas pessoas da região do Cariri, já realizarem a Expomorte em suas comunidades, como o caso do distrito de Ponta da Serra, em Crato-Ce, onde Antonio Correia Lima, nesse ano organizou a 15ª edição. Além disso, esta é uma forma de prestar um tributo aos entes queridos já falecidos. Por isso, agradeço as pessoas de Pedro Natalício, Diva e Dona Marina, por terem me ajudado, cedendo as lembrancinhas de falecimento dos seus acervos pessoas. E  a todos que visitaram a I Expomorte, o meu muito obrigado! Em 2019, se assim o Criador nos permitir, realizarei a II Expomorte, com um número maior de fotografias. 
Confira mais algumas fotografias, tiradas pelo Blog de Quincuncá:

Na falta das lembrancinhas de falecimento, me utilizei de fotos para a homenagem.
Vanilde Oliveira (viúva de Luiz de Vigário), agradeceu a homenagem ao esposo.
Teodorica Moreira, ao lado das lembranças dos pais, irmãs e da filha.
Família de Antº  Barros, que estava ali homenageado, também se fez presente.
Valéria e Vanessa, ao lado da foto de sua mãe, Francisca Pereira.
Noélio (irmão de Iva Dias), ao lado da foto da avó, Maria Dino, "mãe Lia".





Homenagem póstuma a Cícero Sâmeo (Dudu).

Cícero Sâmeo, em foto extraída de sua rede social. 

   Cícero Sâmeo de Lima (Dudu), nasceu em 16 de dezembro de 1995, e faleceu em 09 de novembro de 2014, aos 19 anos, vítima de acidente de moto. 
  No próximo dia 09 desse mês, completam 04 anos de sua ausência. Saudades eternas, Dudu! 😥

30 de outubro de 2018

Vila Barreiro do Jorge - Serra do Quincuncá

   No propósito de deixar registrado para a posteridade, e de aproximar os filhos ausentes da terra, posto adiante algumas fotografias tiradas, no último dia 27 de outubro de 2018, na Vila Barreiro do Jorge - Serra do Quincuncá, no município de Farias Brito-CE. 
*Créditos das fotografias reservados ao Blog de Quincuncá. 

Rua principal da Vila, na foto aparece em destaque a Capela de N. Sra. do Carmo



Unidade Básica de Saúde da Vila Barreiro do Jorge.






25 de outubro de 2018

Serra do Quincuncá, em Farias Brito-CE, realizará ato em favor da democracia

Programação do "Ato pela virada da democracia" - Reprodução de grupos de Whatsapp

"Se você fica neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor" - Desmond Tudu.

      Nesse sentido, eu, Francisco Guilherme, enquanto autor do Blog de Quincuncá, e estudante do 8° semestre do curso de história, repudio a toda forma de preconceito vigente em nossa sociedade, bem como ao discurso autoritário que coloca em risco a nossa democracia. Nesses tempos sombios, onde o fascismo é ascendente, me vejo na obrigação de divulgar o ato pela democracia, que será realizado na Serra do Quincuncá, nos dias 26 (sexta) e 27 (sábado), de outubro de 2018. 💪

19 de outubro de 2018

Homenagem póstuma ao casal, Jesus Gregório e Dona Benigna

Jesus e Benigna, em foto cedida pela filha Nair. 

  
Jesus Pereira da Silva (Jesus Gregório) & Benigna Rodrigues da Silva. O casal teve seis filhos: Maria Nair, Francisco, José, Maria Socorro, Maria Elita e João Evangelista, todos estes nascidos em Quincuncá, na casa que ficava em frente ao Cruzeiro, na rua de mesmo nome. 
  Por volta de 1978, Jesus e Benigna foram residir em São Paulo, e depois em Crato onde faleceram, ele faleceu em 19 de novembro de 2007, já ela, em 13 de março de 1995. Saudades dos familiares e amigos! 😥


15 de outubro de 2018

2° Encontro da família é realizado pelos Pereira e Silva, em Crato.

Netos do casal Olegário Pereira e Silva e Maria Rita Pereira. (Foto: Blog de Quincuncá).
    Entre o fim da tarde e noite de domingo, 14 de outubro de 2018, os membros da família Pereira e Silva, que têm suas raízes ligadas a Serra do Quincuncá, se reuniram pela 2ª vez no espaço Bosque das Tâmaras, no Buffet Largata Pintada, em Crato-CE, para celebrar o 2° encontro da familia e o aniversário antecipado de 90 anos, da sra. Maria Iraci Pereira da Silva. 
    Portanto camisas padronizadas com as fotos de todos os filhos de Olegário Pereira e Silva (Vigário) e Maria Rita Pereira, esse encontro reuniu um bom número de descendentes e familiares do casal, orinundos das mais diversas localidades, como Chiquinho (filho de Olegário e Rita), residente em Cuiabá, que mais uma vez marcou presença, além dele, Carlos Moreira (filho de Iraci e Ant° Moreira), residente na capital Cearense, veio também participar desse momento. Além destes, marcaram presença pessoas residentes em Farias Brito, Crato, Juazeiro do Norte-Ce, dentre outros. 
    Num clima de descontração, e ao som do tradicional forró pé de Serra, os familiares celebraram a união e amor recíproco entre seus membros. Desejando pois, que no ano posterior (2019), esse encontro se continue a ser feito como forma de aproximar a família. 

Veja mais fotografias tiradas pelo Blog de Quincuncá, durante esse 2° Encontro da Família:

Iraci Pereira, ao lado de seus filhos: Marcos, Carlos, Fanca, Nêm e Ana Claúdia
Filhos de Olegário e Rita: Ivonete, Chiquinho, Iraci e Ivanaide,  faltou apenas Iva.
Bisnetos do casal Olegário e Rita.

Tataranetos do casal Olegário e Rita.

Ivonete e seu irmão Chiquinho, acompanhados de Neli (viúva de Aranjo).

Descendência de Arão Pereira e Daltina.
Vanilde (viúva de Luiz de Vigário), com três filhos: Rejane, Regilane e Ribas.


O momento também celebrou o aniversário de 90 anos de Iraci Pereira. 

12 de outubro de 2018

Nota de pesar pelo falecimento do sr. Dirso Dias

Antonio Dias  (Dirso), em foto enviada pela sobrinha Bruna.

  A familia de Antonio Dias Filho (75 anos), mais conhecido como Dirso, comunica que no dia de ontem (11/10), o mesmo faleceu em Franco da Rocha/SP onde residia há cerca de 58 anos. 
   Dirso era filho de Antonio Dias da Silva (Totoin) e Antonia Maria de Jesus, sendo assim irmão de Inácia, Maria de Totoin e outros. Era casada com Dona Creuda, tendo dois filhos: Acássio e André. 

Nossos sentimentos de pesar a toda a família! 😥

Feliz dia das crianças

Maria de Lourdes com sua netinha Ana Luíza







  Aqueles que tem os avós em sua infância, tem memórias mais agradáveis e felizes. Feliz dia das crianças! ❤️


9 de outubro de 2018

Texto do Blog de Quincuncá propõe reflexão sobre realidade histórica-social da comunidade

Osmundo Pereira, ao lado de seus netos. Foto: Amanda Rafaela
   Hoje, 09 de outubro é dia de postar #reinvindicações, entretanto preparei esse texto, que tem como propósito nos fazer refletir sobre a nossa realidade histórica-social. Leia atentamente, e se possível deixe um comentário.
O QUE SERÁ DO NOSSO QUINCUNCÁ? 🤔
   É evidente que a população de pessoas na terceira idade em nosso País a cada dia tem aumentado, isso é bom, e por outro lado preocupante. Em Quincuncá, essa realidade também prevalece. Se formos refletir a quantidade de pessoas idosas que compõem as ruas de nossa comunidade, veremos o quanto elas se tornariam vazias com a falta desses moradores, decorrente do seu falecimento. 
   O que será da memória do nosso povo? Como será o novo Quincuncá? Que valores ou anseios serão conservados? Há de fato muitos questionamentos a se fazer, nenhum com resposta definitiva ainda, pois cabe aos que ficarem continuar aquilo que os nossos antepassados iniciaram, fazendo é claro algumas mudanças que visem o crescimento e o bem da população no seu geral. O egoísmo nos atrapalhou bastante, (e talvez ainda impere), fazendo-nos retroceder, enquanto poderíamos ter dado espaço ao diálogo e união, promovendo o desenvolvimento local. 
  Precisamos recomeçar, e pensar nesse possível futuro, tentando melhorá-lo a cada dia, particularmente vislumbro muitas coisas a partir da nossa realidade. Uma delas é que muitos sairão do nosso torrão, à procura de oportunidades, e na medida em que conseguirem, terão que se ausentar ou mesmo residir em outras cidades, enquanto que outros retornarão já com sua estabilidade financeira, para finalmente estabelecer moradia fixa.
   Todos sabemos que a maioria de nossa população, vive de agricultura de subsistência, trabalho este que não é nada fácil, sobretudo o agricultor vive de incertezas "será que o inverno vai ser bom esse ano?", e ele confiando na providência divina, prepara o solo, planta e faz as devidas limpas para colher, e quando finalmente vai vender seu produto, ele está desvalorizado pelo baixo preço da saca. Desta forma toda a dedicação e os gastos que ele teve, se resumiram a quantia pequena de recursos. 
   A história serve-nos para pensar a nossa realidade social, refletindo de forma crítica o passado, buscando não mais cometer os mesmos erros. Seguindo essa linha de pensamento, eu pergunto: vamos ficar na mesmice? eu espero sinceramente que não! É inegável que nos últimos 30 anos tivemos uma melhoria considerável na nossa estrutura, mais ainda falta muito a se fazer.
    Pode até parecer para alguns, mera bobagem ou absurdo essas palavras que eu profiro, mas esse texto é para que pensemos o que será do Quincuncá ausente de desenvolvimento e sem a referência dos nossos antecessores.
   Quando não conhecemos o passado estamos sujeitos a muitas coisas, inclusive o comodismo. Ouço de boa parte dos mais velhos a mesma questão: o Quincuncá de outrora pelo menos no quesito cultural se destacava, e hoje é nitido que enfrentamos uma pobreza nesse sentido, cadê as lapinhas? as quadrilhas comunitárias? os Dramas?, a feira livre?, e tantos outros eventos que tinhamos? De fato, o que restou foi poucas fotos e muitas lembranças. 
QUAL QUINCUNCÁ ESTAMOS CONSTRUINDO NO PRESENTE? Esse é o questionamento que deixo a cada um. 😉

    Essa foto por sua vez, corresponde muito bem a essa minha discussão, nela apresenta-se o sr. Osmundo Pereira de 75 anos, acompanhado dos seus netos Davi, Caio, Marina, Arthur e Ana Luíza.

Felicitações ao sr. Pedro Natalício pelos seus 85 anos de vida

Pedro Natalício, em foto tirada pelo Blog de Quincuncá
     Hoje, 09 de outubro, mais uma vez tenho alegria em parabenizar o sr. Pedro Natalício da Silva que completa 85 anos de vida. 
  Nascido em 1933, na Vila Umari, Serra do Quincuncá, é filho de Abílio Pereira da Silva e Antônia Rodrigues da Silva. Desde a infância, trabalhou na agricultura, depois montou mercearia, loja esta que mantém até hoje. 
   Casou-se a 1ª vez com Adetiza Rodrigues, tendo dois filhos: Didi e Aldemir. Ficando viúvo, casa-se com Diva Rodrigues da Silva (irmã de Adetiza) com quem teve seis filhos: Dilma, Guilherme, Luiz, Carlos (falecido), além de Dilvany e Gorethe (filhas adotivas).
   Na década de 1960, Natalício começou a prestar serviços de voluntariado na Igreja de São José, nas décadas de 1970 e 1980, se utilizando do serviço de som da Igreja, ele promovia campanhas em prol dos necessitados. Esse meio, tornou-se então a primeira rádio comunitária de Quincuncá, nessa época era comum ouvir o caloroso bom dia de Seu Natalício, seguido pelas músicas do Padre Zezinho. No período de 1984 a 1988, ele também coordenou a Igreja local, juntamente com a irmã Mirtes Pereira e Maria de Pedro. 
   Residente em Quincuncá desde 1954, (ano do seu primeiro casamento), Natalício aprendeu com a sua sogra Maria Carlos a fazer os famosos doces, comercializados até os dias atuais. Muitas Felicidades e saúde, Seu Pedro Natalício, esses são os votos do Blog de Quincuncá, e de toda a população serrana. 👏👏🎉🎂🎁😚

8 de outubro de 2018

08 de outubro: Dia dos nordestinos

Dona Creusa e João Batista, em foto debulhando feijão. Acervo do filho Acácio.

   Hoje, 08 de outubro é comemorado o dia do nordestino, e eu não poderia é claro, deixar de enaltecer a alegria, a coragem e o trabalho do nosso povo. E como forma de prestar um tributo aos que nos antecederam, gostaria de homenagear a Dona Creusa e Seu João Batista (In Memoriam), pois ao meu ver, representaram bem o que é ser nordestino. 😍

Página do Blog de Quincuncá no Facebook atinge 3.000 likes


   Hoje, 08 de outubro de 2018, contabilizamos 3.000 mil seguidores, que acompanham o Blog de Quincuncá atráves do Facebook. O meu sincero obrigado a todos! ❤️ 
     Agradeço ainda, aos mais de 81.400 acessos a esta nossa página na internet:

5 de outubro de 2018

Nota de pesar pelo falecimento de Seu Assis - Sítio Fazenda.

Francisco Gonçalves de Assis.
Foto enviada pela neta Anderlândia.
   A família de Francisco Gonçalves de Assis, do Sítio Fazenda, na Serra do Quincuncá, comunica a todos o seu falecimento. 
  Seu Assis como era conhecido, era casado com Francisca Maria Gonçalves (Fransquinha), com quem teve cinco filhos: Dalmir, Dalmira, Dalzira, Dalzenir e Dalzir. 
Nossos sentimentos de pesar a todos os membros da família e amigos. 😥

   A família avisa que seu velório está acontecendo em sua residência, no Sítio Fazenda. As 08:00h de amanhã (06/10), será celebrada uma Missa na Capela local, em seguida o corpo será conduzido ao Cemitério Pe. Cícero de Quincuncá, onde será realizado o seu sepultamento. Desde já, a família agradece a todos que se fizerem presentes.